Veja Também

 

 
 
 
 
Notícias - Geral
 
Qualificação: Mão de obra qualificada ainda é problema no campo em MT

Postado em: 14/12/2015 09:45:00
Assessoria / Arquivo

A falta de mão de obra qualificada para atender o setor de máquinas e implementos agrícolas é a principal reclamação que se ouve, principalmente dos Sindicatos Rurais de todo o Mato Grosso. Para vencer este desafio o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) capacitou entre os anos de 2011 e 2015 mais de 19 mil pessoas para o setor de máquinas e implementos agrícolas.

Para conseguir atender essa demanda que cresce vertiginosamente, a instituição de ensino rural tem 31 instrutores credenciados e oferece 18 treinamentos e seis qualificações em mecanização agrícola.  De acordo com o presidente do Sistema Famato/Senar Rui Prado, a falta de mão de obra qualificada é uma realidade do agronegócio e um desafio para os produtores.

O presidente conta ainda que há vários casos de máquinas e equipamentos agrícolas que ficam  parados por falta de operadores. "Há área para ser plantada, sementes compradas e todas as condições propícias, mas não há profissionais qualificados para operarem os equipamentos".

O cenário é problemático, mas também pode ser visto como de oportunidade, principalmente para aqueles que conseguirem um diferencial. "Apenas por meio da formação técnica vamos reverter este quadro. O mercado está absorvendo rapidamente pessoas que saem dos nossos treinamentos de mecanização", revela Rui Prado.

Guilherme Jeronimo Dias, de 23 anos, morador do município de São José do Rio Claro, a cerca de 335 km de Cuiabá é um deles e confirma a informação do presidente.  O jovem Guilherme afirma que sempre foi apaixonado pela área de mecanização agrícola. Desde pequeno viu a família na lida em propriedades rurais e sabia que iria seguir na profissão. Por necessidade financeira deixou a escola aos 17 anos, quando cursava o segundo ano do segundo grau.

Hoje, casado, com um filho de dois anos, revela que aprendeu a importância da educação. "As melhores oportunidades vão para quem se atualiza e como a tecnologia não para também não podemos parar", argumentou. Guilherme revela que durante o treinamento, representantes de duas empresas rurais visitaram a turma e solicitaram o envio dos currículos deles.

Nos últimos anos os treinamentos mais demandados junto ao Senar-MT são os de Operação de Tratores Agrícolas, Manutenção de Tratores Agrícolas, Aplicação de Agrotóxico Utilizando Pulverizador Autopropelido e Operação e Regulagem de Implementos Agrícolas para Preparo do Solo.

Segundo o instrutor credenciado junto ao Senar-MT, João Paulo Barbon, que ministra treinamentos para o setor de máquinas e implementos agrícolas,  a turma sai pronta para o mercado de trabalho. "As empresas estão de olho em quem se capacita. Nesta turma tivemos a visita de representantes de duas empresas de renome no Estado". 

Fonte: Só Notícias/Agronotícias