Veja Também

 

 
 
 
 
Notícias - Política
 
Segurança: Mato Grosso precisa de mais 3 mil bombeiros e 6 mil PMs

Postado em: 03/07/2015 09:12:00
Assessoria / Arquivo

A formatura de 147 novos soldados do Corpo de Bombeiros e a convocação de mais 200 candidatos que prestaram o último concurso público da corporação representa o primeiro investimento em recursos humanos que o Governo fará para o aumento de pessoal. Os atuais 1.086 profissionais correspondem a 27% do efetivo necessário. “Além das convocações de mais pessoas para o curso de formação de soldado, vamos fazer novo concurso público para o Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Polícia Civil. Entre 2004 e 2014, um período de 10 anos, adentraram no Corpo de Bombeiros apenas 84 pessoas. Até o final da nossa administração atingiremos um número razoável de bombeiros, policiais militares, investigadores, escrivães e delegados”, discursou o governador Pedro Taques durante a solenidade de formatura e promoção de praças e oficiais no Dia Nacional do Corpo de Bombeiros.

De acordo com Taques, o Estado necessita de mais três mil bombeiros militares, seis mil policiais militares, três mil investigadores, 680 escrivães e 130 delegados. “Mais do que pessoas também estamos investindo em equipamentos. O Corpo de Bombeiros adquiriu 200 capas necessárias para o combate ao incêndio e 445 capacetes tipo galé e determinamos a compra de mais nove viaturas de combate ao incêndio. Também vamos inaugurar em breve uma nova guarnição do Corpo de Bombeiros no Distrito Industrial, em Cuiabá”, anunciou.

Taques também comentou que o Centro Oficial de Treinamento (COT) do Pari, em Várzea Grande, vai passar por modificações necessárias para servir de uso para a Polícia Militar e ao Corpo de Bombeiros.

O comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel Júlio Cezar Rodrigues, comentou que a partir do aumento do efetivo será possível a construção de novas unidades da corporação no interior. “Esse pessoal já fez o concurso público regionalizado e vão aumentar o quadro de pessoal em 16 municípios. Esses formandos do curso de soldado e os novos 200 que vão entrar na academia são o início do processo de investimento no efetivo”.

O tenente Diego Oliveira dos Reis, 25 anos, foi um dos oficiais promovidos na solenidade. “É uma honra muito grande ser promovido e é uma grande responsabilidade. Fazemos avaliações periódicas e a cada seis meses fazemos testes de aptidão física e somos avaliados pelos nossos comandantes. Ser militar era um sonho desde criança e me sinto muito feliz pelo reconhecimento após 5 anos na corporação”. 

Fonte: Só Notícias