Veja Também

 

 
 
 
 
Notícias - Geral
 
Mais Médicos: Profissionais chegam a MT e participam de oficina de acolhimento

Postado em: 01/07/2015 10:10:00   Atualizado: 01/07/2015 10:34:44
Divulgação

Profissionais do Programa Mais Médicos, do Governo Federal, participaram na manhã de terça-feira (30) de uma oficina de acolhimento promovida pela Comissão de Coordenação Estadual do Projeto Mais Médicos e Programa de Valorização da Atenção Básica (Provab), da Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso (SES-MT). 

A programação da oficina segue até quinta-feira (03.07), na Escola de Saúde Pública (ESP). 

O grupo de profissionais chegou ao estado nesta segunda-feira (29.06) e corresponde à segunda etapa do 6º Ciclo do Programa Mais Médicos. 

Ao todo são 19 médicos brasileiros, com formação no exterior, que vão atuar na Atenção Primária no Estado. 


“O acolhimento tem o objetivo de orientar o profissional sobre a situação da Saúde em Mato Grosso, aproximando ele da realidade vivida pela população. Vamos abordar nesses dias o funcionamento dos programas, situar os profissionais no panorama da Atenção Primária, além de mostrar como estão organizados os serviços no Estado”, informou a coordenadora da Comissão de Coordenação Estadual, Leonor Pereira. 

Ainda será apresentado aos médicos o programa Telessaúde, projeto nacional que busca melhorar a qualidade do atendimento e da atenção básica no Sistema Único de Saúde (SUS), integrando ensino e serviço por meio de ferramentas de tecnologias da informação. 

Para o professor da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e tutor do grupo, Elias Nogueira, a atuação dos médicos nos municípios será de vital importância para preencher o vazio assistencial que existe na atenção básica de saúde.

 “Sabemos que a atenção básica é a primeira instância do atendimento onde se resolve mais de 80% das questões de saúde e a atuação desses médicos junto com a equipe dos municípios é fundamental para melhorias dos indicadores”, destacou Elias lembrando que os médicos contam com o apoio de um tutor para o acompanhamento de todo o processo. 

Além do acolhimento estadual, os profissionais passaram por um período de acolhimento nacional por três semanas em Brasília (DF), quando tiveram aulas e foram avaliados. 

Os 19 profissionais do Programa Mais Médicos irão atuar nos municípios de Aripuanã, Barão de Melgaço, Bom Jesus do Araguaia, Confresa, Cotriguaçu, Feliz Natal, Guarantã do Norte, Juína, Juruena, Nova Bandeirante, Nova Mutum, Paranatinga, Rosário Oeste, Santa Terezinha, Sinop, Tangará da Serra, além do Distrito Sanitário Especial – Indígena Xavante.

Fonte: Midia News