Veja Também

 

 
 
 
 
Notícias - Política
 
Agricultura Familiar: Dilma destina R$ 28,9 bi para agricultura familiar; volume é 20% maior que anterior

Postado em: 23/06/2015 09:47:00
Divulgação

 A presidente Dilma Rousseff (PT) lançou nesta segunda-feira (22) o Novo Plano Safra da Agricultura Familiar 2015/2016. Para o próximo ciclo serão destinados para a agricultura familiar brasileira R$ 28,9 bilhões, volume este 20% superior a safra 2014/2015. Decreto que regulamenta o Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária (Suasa) é assinado.

Dos R$ 28,9 bilhões anunciados, segundo o governo federal, R$ 26 bilhões serão destinados ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

De acordo com a presidente Dilma Rousseff, o valor destinado ao Plano Safra da Agricultura Familiar 2015/2016 revela o compromisso do governo federal com a agricultura familiar, que é considerada uma das prioridades para a economia brasileira.

A presidente anunciou ainda que as taxas de juros reais, para a tomada de crédito, seguirão abaixo da inflação variando de 0,5% a 5,5% ao ano.

Os demais R$ 2,9 bilhões, que compõe o Plano Safra da Agricultura Familiar, serão destinados para outras fontes de crédito e terão taxas de 7,75% para custeio e 7,5% para investimento, conforme anuncio nesta segunda-feira

Comercialização

A presidente Dilma Rousseff determinou ainda que ao menos 30% dos alimentos adquiridos pelos órgãos da administração pública federal sejam produtos oriundos da agricultura familiar. A determinação é uma forma encontrada pelo governo federal para impulsionar a produção de cooperativas e associações de produtores da agricultura familiar.

Suasa

Ainda durante o lançamento do Plano Safra da Agricultura Familiar, a presidente assinou o decreto que regulamenta o Suasa, que vem a ser uma nova sistemática de inspeção dos produtos de origem animal e bebidas produzidas por estabelecimentos considerados de pequeno porte.

Seguro Garantia Safra da Agricultura Familiar

Segundo anuncio da presidente Dilma Rousseff, agora será possível cobrir o valor financiado para a produção em até 80% da receita esperada. Até então, havia um limite de cobertura de R$ 7 mil por produtor e que agora passará a ser de R$ 20 mil o limite de indenização por família.

Fonte: Olhar Direto