Veja Também

 

 
 
 
 
Notícias - Política
 
Novo MT Saúde: Servidores da AL e equipe do MT Saúde discutem propostas

Postado em: 11/06/2015 16:21:00
Karen Malagoli/ALMT

A Secretaria de Gestão de Pessoas, em parceria com a Supervisão de Saúde e Qualidade de Vida, promoveu, na manhã de hoje (12), uma reunião com servidores do Poder Legislativo, juntamente com a equipe técnica do plano de saúde MT Saúde, para expor as novas regras e propostas do plano.

De acordo com informações da secretária de Gestão de Pessoas da Assembleia Legislativa, Maria Eliza Gonçalves de Siqueira, a iniciativa do encontro foi devido a grande procura dos servidores para credenciamento ao plano.

“A reunião foi para esclarecer as dúvidas e mostrar as novas regras que serão implantadas a partir do mês de julho, e ainda, verificar as melhorias que o plano terá no próximo mês”, disse ela.

Implantado em julho de 2003, o MT Saúde tem atualmente cerca de 25 mil pessoas credenciadas, entre titulares e dependentes. É uma autarquia dotada de personalidade jurídica de direito público, tendo suas atividades supervisionadas pela Secretaria de Estado de Administração (SAD).

“O plano tem novas propostas e a partir do próximo mês será implantado por faixa etária, e não mais por faixa salarial. Nossa tabela é acessível, de 30 a 40% menor  que os demais planos de saúde”, disse a gestora governamental do MT Saúde, Lucia Gonçalves da Silva. “A nova tabela saiu do contexto familiar para a individual com faixa etária, com objetivo de manter o equilíbrio do plano”, argumentou ela.

 Lucia Silva fez uma explanação sobre o plano e como funciona atualmente o MT Saúde. “Essa reunião tem o objetivo de expor para os interessados que o plano vem ganhando novas adesões, através da credibilidade demonstrada”, falou o assessor técnico da presidência Maximillian Leão. “As mudanças foram feitas para garantir a manutenção do plano”, emendou ele.

Durante a apresentação, a equipe técnica fez um breve balanço sobre como é o trabalho realizado. “A finalidade do Plano é a realização de assistência à saúde aos servidores ativos, inativos, pensionistas e temporários (interinos) de Mato Grosso, bem como seus dependentes”, disse Lucia Gonçalves.

Outro ponto abordado na reunião pela gestora governamental foi sobre as tarifas cobradas. Lucia falou que o plano tem por objetivo possibilitar o acesso dos servidores a uma assistência médica de qualidade a um baixo custo.

“Por ser uma instituição sem fins lucrativos, não tem propósito de concorrência com o mercado particular de saúde. A ideia do governo foi criar um plano de saúde com fortalecimento gradativo”, explicou.

Fonte: AL MT