Veja Também

 

 
 
 
 
Notícias - Policial
 
Mercado de Trabalho: Sinop assume a liderança na geração de empregos em MT

Postado em: 20/10/2017 15:18:00
Divulgação

Com os novos números divulgados ontem (19/10), o município de Rondonópolis passou a apresentar o terceiro melhor índice de oferta de empregos formais em Mato Grosso neste ano de 2017. Os novos números do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), se valendo do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), são referentes ao mês de setembro, os quais, pela primeira vez no ano, tiveram mais demissões do que contratações em Rondonópolis.
Segundo os dados do Ministério do Trabalho e Emprego, as cidades do estado de Mato Grosso que mais geraram empregos entre janeiro e setembro deste ano foram: Sinop (saldo de 2.714 vagas), Cuiabá (saldo de 2.037 vagas), Rondonópolis (saldo de 1.818 vagas), Campo Verde (saldo de 1.604 vagas), Primavera do Leste (saldo de 1.575 vagas), Campo Novo dos Parecis (saldo de 1.574 vagas) e Mirassol do Oeste (saldo de 1.356 vagas).
Segundo os resultados, o mês de setembro deste ano, o último pesquisado, contabilizou em Rondonópolis um saldo de -259 vagas de emprego, diante de 2.259 contratações e 2.518 demissões. Em setembro de 2017, o setor local que mais contribuiu na geração de empregos foi a construção civil, com um saldo positivo de 107 vagas, diante de 356 admissões e 249 demissões.
O comércio em Rondonópolis teve em setembro um saldo de 96 empregos, a partir de 778 admissões e 682 demissões. O setor de serviços apresentou nesse mês um saldo negativo de -312 empregos, com 768 admissões e 1.080 demissões. As indústrias locais tiveram saldo negativo de -141 vagas, a partir de 249 admissões e 390 demissões.
Entre janeiro e setembro, o saldo de 1.818 vagas em Rondonópolis é resultado de 23.225 admissões e 21.407 demissões. Nesse período, o melhor desempenho em Rondonópolis vem da construção civil, com um saldo de 651 vagas, seguido do setor de serviços, com saldo de 563 novas vagas.
Ainda nos nove primeiros meses, a indústria de transformação apareceu como a terceira maior geradora de empregos na cidade, com um saldo positivo de 203 vagas. O comércio teve um saldo de 193 vagas, e a agropecuária teve um saldo de 188 vagas.

Fonte: A Tribuna MT