Veja Também

 

 
 
 
 
Notícias - Esporte
 
Seleção Brasileira: Tite é o novo técnico do Brasil

Postado em: 16/06/2016 17:00:00
Divulgação

Acabou o suspense. O presidente do Corinthians, Roberto Andrade, confirmou, na tarde de ontem, a notícia que a maioria dos brasileiros esperava ouvir: Tite vai assumir o comando da seleção brasileira no lugar de Dunga, demitido na terça pela CBF, após o fiasco da eliminação precoce na Copa América. O dirigente disse que ele sairá com seu filho Mateus, auxiliar, Edu Gaspar, gerente de futebol, e Cleber Xavier, assistente. 

“O professor Tite aceitou o convite da CBF. Hoje à tarde foi o último treino dele, que não comandará o time amanhã contra o Fluminense. Fui surpreendido com a notícia de que ele irá. Fui o primeiro a ser comunicado. O otimismo era meu. Eu achava que ele não ia aceitar”, disse o presidente. 

Tite chegou, ontem, antes das 9h ao Centro de Treinamento Doutor Joaquim Grava, onde conversou com a diretoria e comandou o treino da equipe normalmente na parte da tarde. 

O treinador deixou a reunião de terça à noite na sede da CBF, no Rio, sem uma definição se aceitaria ou não a proposta para dirigir a seleção. Tite foi cotado para o cargo por diversas vezes nos últimos quatro anos, mas a oportunidade sempre escapou. A família do treinador indicou, contudo, que ele deve aceitar a proposta desta vez. 

CORINTHIANS 

Tite definiu o Corinthians para o jogo de quinta-feira contra o Fluminense. Ele conta com o reforço de Elias, que estava na seleção e voltou ao Timão. A equipe está escalada com Walter; Fágner, Yago, Balbuena e Uendel; Bruno Henrique, Giovanni Augusto, Elias, Guilherme e Marquinhos Gabriel; Luciano. O Corinthians está atualmente em 4º na Série A do Campeonato Brasileiro, com 13 pontos. O líder é o Internacional, com 16 (confira a tabela da Série A). 

OLIMPIADAS 

Rogério Micale, que já vinha dirigindo a seleção brasileira olímpica, será o comandante da equipe na Rio-2016. A decisão da CBF foi tomada após o encontro da noite de terça-feira do presidente Marco Polo del Nero com o técnico Tite. 

Tite deixou claro que não queria dirigir a seleção durante a Olimpíada. E concordou com o nome de Micale, que também era do agrado da CBF. O técnico da seleção olímpica - que poderá ter até três jogadores acima de 23 anos - cederia seu lugar para Dunga durante os Jogos, conforme planejamento da gestão anterior. Com a mudança de comando na equipe principal, isso ficou diferente: é mesmo Micale quem estará no banco a partir de agosto, em busca da inédita medalha de ouro para o Brasil. 

Confirmado no cargo, o técnico da seleção olímpica entregou ontem a lista de 35 pré-convocados para a Olimpíada. O prazo exigido pelo Comitê Olímpico Internacional (COI). Também terão que ser encaminhados os nomes da comissão técnica. A lista dos pré-convocados não precisará ser divulgada à imprensa. Dela sairão mais tarde os 18 convocados para os Jogos. Um dos nomes dentre os três acima de 23 anos é o de Neymar. Outro deve ser do também atacante Douglas Costa, do Bayern de Munique, cuja liberação Gilmar Rinaldi, ex-diretor de seleções da CBF, informou ter conseguido junto ao clube alemão. 

Fonte: Diário de Cuiabá